8 dicas sobre como aumentar a rentabilidade da sua concessionária

image

Todo segmento do varejo é movido a base da competição. Uma guerra eterna de preços, ofertas e condições, em que os lojistas disputam a atenção do consumidor em torno dos modelos em exposição. Pensando nesse cotidiano comum às concessionárias, elaboramos este texto com os melhores caminhos para alavancar a rentabilidade da empresa.

Sendo assim, separamos este conteúdo em duas seções, nas quais abordamos as principais informações sobre tema, apresentando indicadores, dicas e maneiras para reduzir gastos, aumentar as vendas e ampliar o faturamento. Portanto, não perca tempo e acompanhe!

Os principais indicadores para aumentar a rentabilidade da empresa

Uma das melhores formas de aprimorar a sua operação comercial é a conhecendo por completo. Uma loja prestes a falir é, muitas vezes, um empreendimento mal administrado, em que os gestores não acompanharam os indicadores de perto, abrindo espaços para exageros, desvios e ineficiência fiscal. Entenda mais logo abaixo!

Receitas

Para muitos gestores, esse é o indicador central, pois é nele que se identifica o volume comercial das transações da loja, representando os valores que entram no caixa todos os meses, em decorrência de novas vendas e serviços. Apesar disso, é muito importante que se entenda: a Receita não é um bom indicador isolado, sobretudo porque depende do peso das despesas que ainda serão oneradas.

Custos

Contabilmente, os custos são todos aqueles gastos que têm uma relação direta com a atividade comercial da concessionária, como o custo das mercadorias vendidas para cada departamento: veículos novos, veículos seminovos, peças e boutique. Para o departamento de oficina, considera-se como custo o valor da mão-de-obra — folha de pagamento — de todos os funcionários registrados no departamento.

Despesas

Já aqui, se deve incluir todos os gastos relativos à manutenção da atividade da empresa, como os gastos administrativos — salários, energia, internet, uso e consumo, etc. — e os relacionados com a venda dos veículos, como os valores gastos em publicidade, marketing, comissões, bonificações, entre outros.

Margem

A margem de lucro é o produto da equação “Receitas menos Custos e Despesas”, representando o valor líquido residual de todos os custos necessários para operar com qualidade. Evidentemente, quanto maior a margem, mais saudável financeiramente é a concessionária, e é disso que trataremos neste post, elencando maneiras de ampliar esse indicador, com o aumento da sua receita.

As 8 melhores dicas para aumentar a receita da concessionária

Uma das regras mais antigas do empreendedorismo de mercado é a de que é necessário gastar dinheiro para fazer dinheiro. Para alguns gestores mais conservadores economicamente, essa pode ser uma postura que gera receio, pois é justamente nos períodos difíceis em que as empresas encolhem seus investimentos, com medo de não aguentar a tormenta da crise.

Mas essa velha máxima carrega uma verdade de peso no seu significado, pois toda atividade comercial depende da demanda de um consumidor. Caso os seus carros ou motos não sejam vistos, você não receberá clientes e, por consequência, não reverterá nenhuma venda ao final do mês. Por isso que, tratando-se de concessionárias, todas as estratégias se focam em chamar atenção, conquistar mais clientes, vender mais para um mesmo cliente e fidelizar os existentes. Confira!

1. Marketing

É preciso fazer esforço para ser visto, e o marketing trabalha todas as abordagens que geram um vínculo entre a sua marca e o consumidor. Alguns exemplos de investimento nesse campo são a entrada nas redes sociais com publicações semanais, criação de um site com o portfólio da loja, veiculação de anúncios locais e virtuais e demais soluções que aproximem clientes da sua concessionária.

2. Pós-venda

Essa é a categoria que engloba todo tipo de prestação de serviço posterior a compra do veículo. Além de oferecer uma cartela de serviços mecânicos, com uma oficina anexa na sua loja, também é muito interessante investir na qualidade do atendimento dos clientes efetivos, que já adquiriram suas mercadorias. Afinal, esse consumidor é um vetor direto para o marketing boca-a-boca, em que ele se vê motivado a recomendar a sua loja pela qualidade dos serviços prestados.

3. Acessórios

A venda de acessórios é uma aposta direta na ampliação do faturamento. Caso sua loja conte com uma clientela consistente e um nicho específico — motocicletas, esportivos ou afins — você perceberá muita facilidade para implementar esse comércio à sua operação, restringindo a aquisição de mercadorias apenas àquelas que terão boa aceitação com o público-alvo da concessionária.

4. Garantia

Garantias estendidas são cartas mestres para atrair clientes em busca de veículos no setor dos seminovos. Por conta disso, caso você garanta a durabilidade e robustez das unidades vendidas, faça questão que o público consumidor saiba disso, utilizando a garantia como o polo central das publicidades veiculadas na internet, rádio, outdoor e canais de televisão local.

5. Ofertas

Às vezes, ganhar menos também equivale a uma forma de investimento. Por conta disso, avalie as estratégias dos competidores locais, examinando como e quando você pode superar as ofertas deles, com promoções ainda mais agressivas e bem colocadas, tomando os clientes da concorrência e alavancando os números da sua concessionária.

6. Programa de fidelidade

Toda empresa busca clientes fiéis. Afinal de contas, estes representam a base da consistência de seus resultados. Caso você garanta que a sua loja ofereça uma boa experiência, eles retornarão a você no momento de trocar de carro, realizar reparos ou até mesmo melhorias no veículo que já possuem. Portanto, elabore maneiras de recompensar a fidelidade desses consumidores, reforçando o vínculo que a sua loja tem com eles.

7. Capacitação

A equipe de vendedores tem uma grande parcela de responsabilidade no sucesso da loja. Por conta disso, é fundamental que você invista no desenvolvimento profissional desses funcionários, promovendo cursos, excursões, seminários e bonificações que estimulem a busca por melhores resultados.

8. Controle

Essa é uma área que exige objetividade e transparência. Para tanto, a nossa melhor recomendação é para que você confie no poder da automatização dos processos de sua concessionária, com algum sistema sólido e com uma boa reputação no mercado. Esse é o tipo de investimento que entrega clareza à administração do negócio a um excelente custo-benefício.

No fim das contas, são inúmeras as oportunidades e caminhos para que você aprimore os resultados da sua loja. De fato, o que importará é apenas o seu comprometimento em atingir o público que ainda não conhece a sua marca e investir nos pontos que dão resultados, conquistando a margem de faturamento que tanto deseja.

Gostou deste conteúdo esclarecendo como alavancar a rentabilidade da empresa? Então não perca a oportunidade de espalhar essas dicas entre os seus funcionários e colegas de loja, elevando o moral da equipe e os resultados no final do mês. Para isso, compartilhe este texto nas suas redes sociais!

Mais notícias