Você sabe o que é sequestro de dados?

image

Segurança, competência e confiabilidade. Grosso modo, essas são as principais qualidades esperadas pela gestão de uma concessionária, que busca, em seu cotidiano, uma série de soluções que possam proteger a consistência do negócio. Foi com isso em mente que decidimos elaborar o post de hoje, em que falamos sobre o sequestro de dados.

Como você pode notar pelo nome, trata-se de um tema fundamental à gestão de qualquer empresa, sendo crucial para a segurança das informações dos seus clientes. Portanto, não perca a chance de entender essa vulnerabilidade, descobrindo métodos e práticas preventivas contra esse problema. Sem mais demoras, acompanhe!

O impacto da tecnologia sobre o mercado atual

Logo em um primeiro momento, devemos destacar a causa e a solução para todos os novos problemas: a revolução digital. Afinal de contas, não há como negar o impacto gigantesco provocado pela tecnologia sobre a civilização, que foi responsável por transformar a maneira como consumimos, interagimos e existimos.

Mas, como mencionamos acima, a “digitalidade” é tanto a causa quanto a solução para esses problemas. Com o tempo, todos nós observamos o advento da internet transformar o mercado, popularizando o emprego de tecnologia aplicada nos setores industriais, comerciais e afins.

Então, foi justamente nesse ponto em que as pessoas deixaram de existir apenas no contexto físico para também fazerem parte do mundo digital, compostas por inúmeras informações críticas sobre sua vida civil e financeira, os tão desejados dados, o ouro da era tecnológica — tanto para o bem quanto para o mal.

O conceito de sequestro de dados

Nesse contexto, não demorou muito para que grupos mal-intencionados elaborassem estratégias para não apenas roubar, mas também sequestrar essas informações. Afinal de contas, todas as empresas entendem a importância de zelar pela privacidade e pela proteção de seus clientes, reconhecendo que uma brecha de segurança seria um escândalo para a imagem pública da própria marca.

Alavancados nessa percepção, os cibercriminosos aplicam técnicas precisas de invasão e imobilização computacional, comprometendo HDs, servidores e demais dispositivos importantes para a operação do estabelecimento. Com isso feito, a próxima etapa entra em ação, com o display de uma mensagem que orienta os gestores a pagarem o resgate para a recuperação de seus dados.

Normalmente, esse pagamento tende a ser feito em um canal de baixa ou nenhuma visibilidade, tal como a transferência de bitcoins para alguma carteira anônima. Após o pagamento, os cibercriminosos anulam a criptografia sobre os dispositivos, liberando o acesso aos arquivos.

Os prejuízos sobre as empresas

Mas, logo aqui, é importante que sejam entendidos os riscos ocultos dessa situação. Digamos que a sua concessionária foi vulnerabilizada por um ataque, o que normalmente acontece por uma negligência da equipe de gestão, que ignora a importância de contar com um sistema sólido de segurança digital.

Com o confisco dos dados, os computadores da concessionária se tornam inoperáveis, imobilizando sua capacidade de trabalhar, já que os sistemas estarão inacessíveis. Para além disso, os clientes que testemunharem essa situação serão os primeiros vetores de um marketing negativo, comunicando o ocorrido para seus amigos e parentes.

Em um segundo momento, haverá o prejuízo financeiro. Afinal de contas, sem que você tenha uma estratégia consistente para a recuperação dos dados, a concessionária estará literalmente refém do grupo criminoso, sob o risco de perder todas as informações vitais de sua operação.

Então, ocorre o pagamento, que facilmente costuma superar as dezenas de milhares de reais — a depender da sua relevância de mercado, até centenas. Nesse ponto, você ainda deve contar com a “honra moral” dos sequestradores, que podem ou não liberar o acesso aos arquivos.

Por fim, mesmo que você recupere os dados da sua operação, ainda precisa conviver com o fato de que essas informações podem ser posteriormente utilizadas para prejudicar os seus clientes, com a utilização imprópria dos cartões de crédito, ocorrências de falsidade ideológica e situações afins.

As melhores dicas de proteção contra esses ataques

Então, consideramos todas essas inconveniências e elaboramos um miniguia prático para a prevenção da sua concessionária. Para além disso, vale notar que não é sempre que esses ataques acontecem de maneira centralizada, tendo a sua empresa como um foco principal, o qual o grupo se planejou para atacar.

Na realidade, essas situações acontecem de maneira relativamente aleatória, normalmente iniciadas a partir da infecção de uma máquina, que acessou arquivos ou páginas inadequados.

Assim como na biologia, o vírus computacional acessa o hospedeiro e é inicializado — momento no qual ele desempenha a tarefa que está escrita em seu código genético, nesse caso, em sua programação, que é criptografar os HDs e exibir a mensagem de resgate. Agora, vamos às dicas!

Invista na segurança em camadas

Um bom time de consultoria em TI deve ser capaz de implementar essas soluções, protegendo todas as circunstâncias da sua operação e garantindo a segurança das seguintes instâncias:

  • a intranet, que é a rede interna da própria concessionária;
  • as caixas de e-mail, impedindo a infecção pela abertura de arquivos maliciosos;
  • os endpoints, que são os dispositivos físicos, como celulares, tablets, computadores, servidores e afins;
  • o firewall, protegendo os dispositivos da interação com arquivos maliciosos na própria internet;
  • o backup, com estratégias de armazenamento prévio e recuperação dos arquivos sensíveis para sua operação.

Conscientize a sua equipe

Pode soar contraintuitivo, mas o fator humano continua sendo o maior responsável pelas infecções computacionais. Afinal de contas, uma máquina não tem o discernimento lógico para deliberadamente abrir páginas e arquivos maliciosos. Na realidade, quando bem programada, a máquina evita essas interações, ao passo de que os humanos não.

É por conta disso que é interessante investir na capacitação do seu time com uma consultoria de boas práticas com profissionais de TI. Esse tipo de evento será fundamental para ensinar conceitos pouco conhecidos aos usuários convencionais, demonstrando como reconhecer páginas, remetentes e situações seguras e suspeitas no ambiente online.

Invista em uma boa plataforma de gestão

Se você quer que a concessionária cresça, economizar em sua ferramenta de gestão é uma péssima ideia. Sendo assim, é fundamental que você estude, analise e escolha a melhor plataforma do mercado, capaz não somente de entregar eficiência operacional, mas também segurança.

Então, é nesse contexto que enfatizamos o potencial das soluções Sisand, com sistemas integralmente desenvolvidos para enfrentar o cotidiano e os desafios das concessionárias, entregando performance técnica, riqueza estatística e confiabilidade computacional, garantindo um crescimento ágil e sustentável para o seu negócio.

Portanto, não perca a chance de se prevenir contra determinadas situações, como o sequestro de dados. Entre agora em contato com a nossa equipe, descobrindo como cada uma das nossas soluções pode proteger, monitorar e alavancar os seus resultados!

Mais notícias