O que é gamificação? Aprenda mais sobre essa tendência!

image

Produtividade, foco e conversão: eis as principais qualidades desejadas em um time para concessionárias. Afinal de contas, enquanto gestor, é seu objetivo encontrar métodos e conceitos que possam alavancar o entusiasmo da equipe, elevando o moral e estimulando as vendas.

Por isso, aproveitamos o momento para apresentar este artigo exclusivo sobre o tema, em que explicamos de uma vez por todas o que é gamificação. Popular nas áreas da tecnologia, esse é um conceito que pode ser fundamental para estabelecer um ambiente competitivo e saudável, que ampliará os resultados da sua loja. Portanto, não perca tempo e continue a leitura!

Qual o impacto da tecnologia nos ambientes de trabalho?

A revolução digital foi e continua sendo a transição mais impactante sobre a produtividade moderna, modificando virtualmente tudo no cotidiano das empresas, entregando dinamismo, oportunidades, eficiência e, sobretudo, velocidade.

Como exemplo, vale destacar o impacto astronômico da própria internet sobre toda a economia mundial, agilizando a globalização dos povos e ampliando as barreiras comerciais para além do normal, integrando pessoas, empresas, produtos e soluções em um só grande mercado.

Simultaneamente, testemunhamos a revolução da própria comunicação, com o advento dos smartphones e seus aplicativos mensageiros, que permitem um contato rápido, transparente e seguro, seja por vídeo, áudio ou mensagem.

Então, como não poderia deixar de ser, a versatilidade da tecnologia ainda brindou a todos com os aplicativos, plataformas e soluções de produtividade, incentivando que as pessoas se tornassem cada vez mais antenadas, eficientes, ágeis e produtivas.

Tecnicamente, hoje existe um aplicativo para quase tudo que você possa imaginar, otimizando seu tempo de trabalho, meditação, respiração, leitura, exercícios e até os intervalos em que você deve beber água. Desse modo, aproveitamos essa reflexão sobre tecnologia para demonstrar como um conceito pode alavancar os seus resultados. Veja!

O que é gamificação?

Em um primeiro momento, devemos examinar esse termo. Originalmente cunhado em inglês (gamification), esse conceito observa e aplica a mecânica dos jogos nas tarefas da vida real. Caso não seja um entusiasta dos games, fique tranquilo, pois a ideia é bastante simples.

Tanto os jogos eletrônicos como os esportes físicos compartilham de dois fundamentos básicos: a competitividade e a mecânica de incentivo. A competitividade é um elemento crucial, pois determina que o emprego de esforço será recompensado com a vitória para algum dos competidores.

Já a mecânica de incentivo é a estratégia aplicada pelo jogo para estimular o indivíduo a continuar jogando, geralmente, sendo um marcador crucial para alavancar sua competitividade. Nos esportes físicos, isso é demonstrado pelo ponto, como o gol no futebol, a cesta no basquete ou um koka no judô.

Nessas modalidades esportivas — assim como em outras — a batalha pode ser travada individual ou cooperativamente, e o sistema de pontuação sempre será um elemento incentivador e demonstrativo da competitividade do time ou indivíduo na jornada.

Nos videogames, esse conceito é sofisticado, justamente pelo maior número de possibilidades permitidas pela plataforma. Nesse ambiente, é comum que os jogos também incentivem o jogador com métricas como o XP, os famosos Experience Points — pontos de experiência.

Com uma abordagem sólida de psicologia comportamental e teoria dos jogos, os desenvolvedores configuram recompensas de XP para cada objetivo conquistado, como a superação de uma fase ou de um inimigo evidentemente forte.

Após completar a tarefa, o jogador é recompensado com os XPs, que demonstram sua evolução no game, enquanto neurologicamente disparam uma pequena carga de dopamina no cérebro, preenchendo o indivíduo com uma sensação de dever cumprido.

Assim como toda boa sensação, é natural do comportamento humano tentar replicá-la, e por isso, o jogador segue em frente, em busca de sua evolução e as recompensas virtuais e dopaminérgicas que surgem em função disso. Inclusive, vale notar que o mesmo acontece nos esportes físicos, com a comemoração de um gol, uma vitória ou afins.

Como implementar essa metodologia no cotidiano da concessionária?

Mas então, como trazer a mecânica dos jogos para o cotidiano de uma concessionária, um ambiente tradicionalmente técnico e comercial? Pois bem, amigo gestor, é justamente aqui que mora a oportunidade. Como você deve saber, o setor automotivo é regado por alta competitividade, uma virtude vista no próprio perfil dos funcionários desse segmento.

Por conta disso, as concessionárias estão entre os negócios mais beneficiados pela gamificação, justamente pela predisposição comportamental dos vendedores a ocupar o lugar de maior destaque. Nesse sentido, a gamificação na sua loja pode acontecer por meio da sofisticação das suas metas de venda, agregando um elemento de competição, entretenimento e recompensa. Veja alguns exemplos!

Gincanas

Anualmente, é possível elaborar a realização de um grande evento interno na sua concessionária. Como contexto, você pode utilizar justamente o mês com o maior ou menor número de vendas — alavancando os resultados positivos de um período ou eliminando as fragilidades de outro.

Basicamente, a gincana determina a recompensa dos mais bem colocados em determinadas métricas, com a premiação do vendedor com o maior ticket médio, o atendente do pós-venda com a melhor nota de satisfação e, logicamente, os vendedores que mais comercializaram unidades.

Então, é possível elaborar um método de premiação, reconhecendo os três melhores ou apenas o vencedor em si, com recompensas proporcionais aos resultados. Além disso, também é interessante integrar uma estratégia de premiação física, entregando troféus e demais itens personalizados do evento, criando uma lembrança positiva sobre os funcionários para os próximos anos.

Cultura

Em um segundo momento, podemos analisar uma abordagem mais técnica, mas igualmente funcional. Uma cultura corporativa nada mais é do que um conjunto de valores perseguidos pela empresa, em que a gestão define um pacote de prioridades e objetivos respeitados por todos no time.

Para introduzir a gamificação de longo prazo, é interessante que a cultura da sua concessionária tenha interesse sobre os resultados, em que todos estão engajados com as metas da concessionária, como alcançar tantas vendas no ano, bater tal valor de faturamento ou conquistar tantos novos clientes. Enfim, quando todos vestem a camisa da empresa, torna-se muito mais fácil de alcançar esses grandes objetivos.

Tecnologia

Por último e não menos importante, o emprego de tecnologia aplicada. Atualmente, já existe uma série de soluções que oferecem plataformas de gamificação corporativa. Com essas interfaces, cada colaborador consegue acompanhar suas contribuições com a empresa, registrando suas métricas de maneira intuitiva, e assim, criando um ambiente saudável de competição e desempenho.

Gostou desse post especial explicando o que é gamificação? Lembrou de outra estratégia interessante, que já testou na sua concessionária? Então, não perca a oportunidade de enriquecer o conteúdo, conte-nos a sua experiência com o tema nos comentários abaixo! 

Mais notícias